O caminhão do futuro: Universidade Técnica de Munique apresenta conceito para transporte eficiente de cargas

Os caminhões permanecerão essenciais para o transporte de carga nas próximas décadas. Cientistas da Universidade Técnica de Munique (TUM em alemão) e seus parceiros desenvolveram um conceito para o caminhão do futuro, incluindo aprovação em toda a Europa para o uso de caminhões LHV (Veículos Maiores e Mais Pesados em tradução livre),  híbridos movidos a diesel e uma cabine de motorista multifuncional.

Protótipo da cabine. Visão interna. Motorista fica centralizado no cockpit.

De acordo com uma previsão do Ministério Federal de Transporte e Infraestrutura Digital da Alemanha, em 2030 o volume de transporte de carga de caminhão terá aumentado 39% em relação a 2010. Isso significa que conceitos de transporte eficientes e ecologicamente corretos são de importância contínua quando se trata de reduzir tráfego rodoviário e emissões, como dióxido de carbono, partículas de fuligem e óxidos de nitrogênio.

No projeto “Truck2030”, os cientistas da TUM investigaram todos os aspectos do caminhão do futuro e apresentarão seus resultados na feira IAA Commercial Vehicles em Hanover. Aqui estão os resultados mais importantes nas áreas de Pessoas, Transporte e Logística, Meio Ambiente e Política:

Pessoas

O conceito dos pesquisadores é baseado na suposição de que o caminhão do futuro irá dirigir na estrada automaticamente. Drivers, em seguida, seria capaz de investir o tempo economizado em sua própria saúde. A cabine do motorista apresentada pela equipe é equipada, entre outras coisas, com cabos e polias que podem ser usados ​​para exercícios, já familiares do clube de saúde. Um aspecto orientado para o jogo será adicionado a fim de aumentar a motivação, por exemplo, com base em um sistema de recompensa virtual.

Transporte e Logística

Caminhões longos com 25,25 metros de comprimento são ideais para o transporte eficiente de cargas. Aqui, dois caminhões LHV podem substituir três caminhões de comprimento normal. Isso possibilita economizar combustível, resultando em benefícios ao meio ambiente e à economia. E o número total de caminhões na estrada também será reduzido.

Os aplicativos que registram informações de carga usando códigos de varredura ou NFC podem economizar tempo e recursos durante o carregamento e o descarregamento.

Meio Ambiente

O uso de caminhões LHV sozinho poderia reduzir as emissões de CO2 em 20%, devido ao menor consumo de combustível com as mesmas cargas de carga.

O uso de drives híbridos plug-in a diesel pode reduzir as emissões de CO2 em mais 10%, a melhor solução do ponto de vista ambiental e econômico. Com base no atual estado da técnica, um trem de acionamento exclusivamente elétrico não seria viável, uma vez que uma bateria capaz de fornecer energia suficiente para o alcance necessário seria muito grande e muito pesada.

Pneus com ótima resistência de estrada e melhor aerodinâmica de caminhões poderiam reduzir as emissões de CO2 em 10%.

Política

O pré-requisito mais importante para a realização do conceito é a aprovação do uso de caminhões LHV em toda a Europa. Em suas investigações, os cientistas refutaram com sucesso os contra-argumentos, como menor segurança na direção e aumento do desgaste da estrada.

Outro ponto importante é a infraestrutura: o uso do híbrido plug-in a diesel exigirá estações de recarga adicionais nas rodovias. Os carros elétricos também poderão usar essas estações de recarga.

Mais informações

O Truck2030 é um projeto de pesquisa da Universidade Técnica de Munique (TUM), realizado em colaboração com a OTH Regensburg (Ostbayerische Technische Hochschule), além de cinco parceiros do setor. O projeto recebe apoio da Fundação de Pesquisa da Baviera. As unidades da Universidade Técnica de Munique participantes são o Presidente da Tecnologia Automotiva, a Cadeira de Motores de Combustão Interna e a Cadeira de Desenho Industrial.

https://www.truck2030.tum.de/home/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.