Startup britânica dá o primeiro passo para o lançamento do serviço de táxi voador em 2022

A Uber não é a única empresa que quer tornar os táxis voadores uma realidade. A startup Aerospace, sediada em Bristol, diz que quer oferecer um serviço de táxi voador intermunicipal no Reino Unido até 2022.

A empresa foi fundada em 2016 pelo CEO da OVO Energy, Stephen Fitzpatrick, e agora realizou seu primeiro vôo de teste.
 

Desde a sua criação em 2016, a empresa contratou 28 veteranos especialistas aeroespaciais e técnicos da Airbus, da Boeing, da Rolls-Royce, da Martin Jetpack e da GE, com vasta experiência na construção de aeronaves comerciais certificadas.

A primeira aeronave da Vertical recebeu permissão de voo da Autoridade de Aviação Civil do Reino Unido e a empresa já está trabalhando com a Agência Europeia de Segurança da Aviação para obter a certificação para seu próximo modelo. “A regulamentação evolui junto com novas tecnologias, mas leva tempo”, disse Fitzpatrick. “Estamos trabalhando ao lado de reguladores em todo esse processo”.
Uma demonstração da aeronave elétrica Vertical Aerospace (Crédito: GF Williams)

A aeronave elétrica de decolagem e aterrissagem vertical (eVTOL) partiu para um voo não tripulado sobre o aeroporto de Cotswold, em Gloucestershire, Inglaterra, em junho, depois de obter permissão da Autoridade de Aviação Civil (CAA), segundo a Vertical Aerospace.

A empresa planeja fornecer voos interurbanos com seus veículos dentro de quatro anos, o que acomodaria dois passageiros e um piloto, com planos de crescer para levar quatro passageiros.

Uma porta-voz também disse ao Business Insider que vôos autônomos sob demanda poderiam vir mais adiante.

Dos 28 engenheiros e especialistas técnicos da Vertical Aerospace, alguns vieram da Fórmula 1 e aplicaram tecnologia semelhante ao desenvolvimento do veículo.

“Aprendemos muito com a Fórmula 1, tanto em termos de tecnologia quanto em ritmo de desenvolvimento. Os materiais leves, aerodinâmica e sistemas elétricos desenvolvidos pela F1 são altamente aplicáveis às aeronaves, muito mais do que ao transporte rodoviário”, disse Fitzpatrick. uma afirmação.

Vertical Aerospace – Créditos: GF Williams

“Ao colocar essas tecnologias nas mãos de engenheiros aeroespaciais experientes, podemos construir aeronaves de ponta para o século 21.”

A Vertical Aerospace é a mais recente a juntar-se aos outros concorrentes como Uber, Kitty Hawk e Rolls Royce na corrida para criar um serviço de táxi voador acessível.

Veja o vídeo do teste da Vertical Aerospace:

Com informações a Vertical Aerospace