Suécia constrói a primeira estrada eletrificada para carregar veículos enquanto dirigem

 

A primeira estrada do mundo que permite que veículos elétricos recarreguem enquanto dirigem foi instalada na Suécia.

Cerca de 1,2 quilômetros de trilhos elétricos foram construídos em uma estrada pública nos arredores de Estocolmo, e há planos para expandir o projeto em outras partes do país e do mundo.

A estrada eletrificada funciona transferindo energia do trilho através de um braço móvel no fundo de um carro ou caminhão elétrico.

Um braço mecânico se conecta à estrada e transfere a energia dos trilhos energizados sob o asfalto para a bateria do veículo

Conforme o veículo se move sobre o trilho, o braço detecta sua localização e entra em contato com ele. Ao ultrapassar, o braço levanta automaticamente.

O trilho é conectado à rede elétrica e dividido em seções que são acionadas somente quando os veículos se movem sobre elas.

O consumo de energia de cada veículo passando sobre os trilhos é calculado pelo sistema, permitindo que os custos de eletricidade sejam cobrados de cada usuário.

A estrada eletrificada está sendo testada usando caminhões eletrificados que foram desenvolvidos como parte do projeto.

“Uma das questões mais importantes do nosso tempo é a questão de como tornar o transporte rodoviário livre de fósseis uma realidade”, disse Hans Säll, presidente do consórcio eRoadArlanda, responsável pelo projeto.

“Agora temos uma solução que tornará isso possível, o que é incrível”.

“A Suécia está na vanguarda desta tecnologia, que esperamos introduzir em outras áreas do país e do mundo”.

A vantagem de eletrificar estradas é que a infraestrutura existente pode ter seu consumo de energia e emissões de carbono reduzidas com modificações mínimas.

A Suécia já é líder mundial em energia limpa e, em 2015, o primeiro-ministro sueco, Stefan Löfven, anunciou que seu país passaria a se tornar “um dos primeiros estados de bem-estar livres de combustíveis fósseis no mundo”.

Os desenvolvedores afirmam que as estradas eletrificadas podem reduzir as emissões de combustíveis fósseis em 80% a 90%. Segundo o site do projeto, “os custos operacionais serão mínimos, devido a reduções significativas no consumo de energia decorrente do uso de motores elétricos eficientes. A eletricidade também é uma fonte de energia mais limpa, mais silenciosa e mais barata, comparada ao diesel”.

O projeto que está sendo executado pela eRoadArlanda é uma das várias tentativas da Administração Sueca de Transportes, uma agência do governo, para criar estradas eletrificadas.

É parte de um esforço mais amplo do governo sueco para tornar a infraestrutura de transporte do país completamente livre de combustíveis fósseis até 2030. Tal como está, o tráfego rodoviário responde por um terço das emissões de carbono da Suécia.

“É importante inovar quando se trata de transporte rodoviário inteligente”, disse Lena Erixon, diretora geral da administração.

“É por isso que a Administração Sueca de Transportes apoia projetos de desenvolvimento inovadores que contribuem para soluções sustentáveis ​​de longo prazo.”

Aqueles por trás da iniciativa estimam que apenas as principais rotas – cerca de 3% da rede rodoviária total – precisariam ser modificadas para reduzir consideravelmente as emissões de carbono.

Viagens menores entre essas rotas principais poderiam ser realizadas usando a energia armazenada da bateria dos veículos.

Confira o vídeo do The Guardian:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.