Pilulas que contém sensores que enviam informações para um smartphone

Comprimidos inteligentes rastreiam digitalmente quando os pacientes tomam seus remédios

 

Abilify MyCite contém um pequeno sensor para registrar o tempo de ingestão.

Os dispositivos de saúde têm ficado cada vez menores e mais sofisticados há anos, e esta semana a Food and Drug Administration (FDA) dos EUA aprovou o Abilify MyCite, a primeira pílula que é capaz de registrar o momento exato em que um paciente toma a medicação através de um sensor ingerível .

A pílula, que é usada para o tratamento da esquizofrenia e certos casos de transtorno bipolar e  também para depressão em adultos, funciona enviando uma mensagem do sensor da pílula para um adesivo vestível, que então transmite a informação para um aplicativo de smartphone para que os pacientes possam automaticamente rastrear quando tomaram sua medicação.

Esta informação também pode ser acessada por cuidadores ou médicos através de um portal web com a permissão do paciente, o que pode ser especialmente útil para aqueles com histórico de não tomar a medicação. A única limitação parece ser com rastreamento “em tempo real”, pois a embalagem da pílula deixa claro que pode haver um atraso entre a ingestão e quando a informação é enviada para o aplicativo.

“Ser capaz de rastrear a ingestão de medicamentos prescritos para doenças mentais pode ser útil para alguns pacientes”, disse Mitchell Mathis, MDD, diretor da Divisão de Produtos de Psiquiatria no Centro de Avaliação e Pesquisa de Drogas da FDA, em comunicado de imprensa. “A FDA apoia o desenvolvimento e o uso de novas tecnologias em medicamentos prescritos e está empenhada em trabalhar com empresas para entender como a tecnologia pode beneficiar pacientes e prescritores”.

Com informações da FDA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.