Stratolaunch, o maior avião do mundo e construído para lançar foguetes, faz seu primeiro vôo

 

A aviação tem um novo número um em tamanho quando um avião de características únicas completou seu primeiro voo de teste na manhã de sábado, acima do deserto de Mojave, na Califórnia.

A aviação tem um novo número um em tamanho quando um avião de características únicas completou seu primeiro voo de teste na manhã de sábado, acima do deserto de Mojave, na Califórnia.

O teste faz com que o imenso Stratolaunch seja o maior avião do mundo a voar, com uma envergadura de 385 pés (mais de 117 metros) – maior do que um campo de futebol. O avião voou por duas horas e meia sobre o Mojave em altitudes de até 17.000 pés, atingindo uma velocidade máxima de 189 quilômetros por hora. Com duas fuselagens e seis motores Boeing 747. Stratolaunch é construído para lançar foguetes do ar.

Stratolaunch é um sistema de “lançamento aéreo”, o que significa que a aeronave levará foguetes a cerca de 35.000 pés e depois soltará o foguete. Uma das vantagens de tal sistema, promovido pela Stratolaunch, assim como a Virgin Orbit de Richard Branson, é que voar dentro e fora de uma pista tradicional dá maior flexibilidade e, eventualmente, permitirá uma rápida reviravolta entre os lançamentos.

Imagem renderizada para demonstração do uso e lançamento de foguetes com o Stratolaunch

A empresa teve várias parcerias, além de planos internos, para os foguetes que a Stratolaunch levará. A SpaceX foi uma das primeiras parceiras da empresa, mas a Stratolaunch mais tarde mudou para um contrato com a Orbital ATK de propriedade da Northrop Grumman para fazer o foguete Pegeasus XL. O plano da Stratolaunch para desenvolver sua própria frota de foguetes foi descartado em janeiro.

A Stratolaunch Systems é de propriedade da Vulcan, que administra a propriedade do falecido co-fundador da Microsoft, Paul Allen. O empresário bilionário fundou a Stratolaunch em 2011, em parceria com a empresa especializada em construção de aeronaves Scaled Composites. Allen morreu em outubro, após complicações do linfoma não-Hodgkin.

“Todos sabemos que Paulo teria orgulho de testemunhar o feito histórico de hoje”, disse Jody Allen, presidente da Vulcan e Trustee do Paul G. Allen Trust em um comunicado à imprensa. “A aeronave é uma conquista de engenharia notável e parabenizamos todos os envolvidos.”

O falecimento de Allen é citado como uma das principais razões para a mudança nos planos da Stratolaunch no início deste ano. Quando a empresa anunciou em janeiro que estava encerrando o desenvolvimento de seus próprios motores e veículos, a Stratolaunch teria demitido mais de 50 de seus 80 funcionários.

Com informações do Stratolaunch

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.