Pesquisadores dinamarqueses querem indústrias usando energia elétrica renovável em todos os processos

Um ambicioso projeto de pesquisa quer encontrar soluções elétricas para substituir o tratamento térmico, por exemplo, na indústria de alimentos e nas lavanderias. O próximo passo é uma estratégia nacional.

O sistema de energia dinamarquês é cada vez mais baseado na eletricidade de fontes de energia renováveis, como a energia eólica e solar, e em algumas décadas, funcionará quase completamente com eletricidade. As empresas respondem por um quinto do nosso consumo total de energia. Há, portanto, grande interesse em encontrar soluções que possam contribuir para converter o consumo de energia da indústria em eletricidade – mesmo em áreas onde isso não é tão simples.

“Algumas empresas dinamarquesas usam combustíveis fósseis para garantir processos de aquecimento. Isso poderia acontecer em cervejarias, matadouros ou lavanderias, onde altas temperaturas ou vapor são uma parte necessária do processo de produção ”, diz Fabian Bühler, pesquisador da DTU Mechanical Engineering.

Danish Crown é uma das indústrias interessadas nas pesquisas para substituição de processos químicos ou de altas temperaturas com o uso de eletricidade

Os pesquisadores trabalharão em estreita colaboração com algumas das empresas que precisam de novas soluções se quiserem mudar sua produção para processos elétricos. Entre outros, estão o De Forenede Dampvaskerier (DFD), a Danish Crown, a Hydro Precision, a Tubing Tønder e a SAN Electro Heat.

“O projeto é emocionante para nós por vários motivos. O custo da energia representa uma despesa relativamente grande para a nossa empresa, por isso estamos sempre procurando otimizar na frente. Além disso, estamos muito interessados ​​em saber como a energia verde pode se tornar uma parte cada vez mais importante de nosso suprimento total de energia ”, afirma Christian Lind-Holm Kuhnt, diretor do DFD.

Mapeamento e novas soluções

No decorrer dos próximos dois anos, o projeto mapeará o consumo de energia nos processos atuais das empresas participantes e, subsequentemente, examinará se ele pode ser resolvido por meio de bombas de calor, aquecimento elétrico ou uma combinação dos dois. Soluções serão desenvolvidas para substituir as atuais – e novos processos de produção integrados serão explorados, nos quais o excedente de calor será usado.
“O objetivo é contribuir com novas soluções que possam substituir os processos atuais à medida que a eletrificação é introduzida. Também verificamos se os processos existentes podem ser otimizados questionando a maneira como a energia é usada atualmente para produzir o produto da empresa ”, explica Fabian Bühler.

Trabalhar em estreita colaboração com uma universidade para tarefas estratégicas e de longo prazo é novidade no DFD.

“Disponibilizamos nossa produção e consumo de energia para pesquisas neste projeto e, por sua vez, esperamos entender melhor o que é tecnicamente possível quando realizarmos uma grande eletrificação de nossa lavanderia no futuro. Além disso, esperamos obter uma nova rede, tanto na Universidade como entre as outras empresas participantes, com quem podemos trocar experiências sobre energia sustentável ”, afirma Christian Lind-Holm Kuhnt.

O projeto é financiado pelo Elforsk, programa de pesquisa e desenvolvimento da Danish Energy. A ideia é que o projeto crie uma base para uma futura estratégia nacional para a eletrificação de empresas dinamarquesas.

Com informações da Universidade Técnica da Dinamarca (DTU – Danmarks Tekniske Universitet )