Projeto de novo avião coloca passageiros nas asas

 

Foco na economia de combustível

As companhias aéreas estão testando todos os tipos de maneiras de tornar os aviões menos atrativos para o meio ambiente. A Virgin Atlantic usou recentemente resíduos reciclados para impulsionar um vôo comercial, enquanto a Boeing e a JetBlue apoiaram um esforço para criar aviões elétricos híbridos.

A KLM Royal Dutch Airlines, dos Países Baixos, ou Holanda, está adotando uma abordagem diferente.

Fez uma parceria com uma universidade para desenvolver o “Flying-V”, um projeto radical de avião novo que coloca assentos de passageiros dentro das asas do avião – e poderia diminuir em 20% a quantidade de combustível necessária para os vôos.

Redesign Radical

Guitarra modelo Flying-V da Gibson

Na segunda-feira, a KLM anunciou planos de colaborar com a Universidade de Tecnologia de Delft no projeto de avião Flying-V (nome dado a um modelo de guitarra) em desenvolvimento da escola. E não basta colocar os passageiros nas asas do avião – os tanques de combustível e o compartimento de carga também encontrarão uma nova casa lá.

Com base nos cálculos dos pesquisadores, o novo design deve permitir que o Flying-V transporte aproximadamente o mesmo número de passageiros que um Airbus A350 usando 20% menos combustível.

Teaser do projeto FlyingV

“Temos pilotado esses aviões de tubo e asa há décadas, mas parece que a configuração está chegando a um patamar em termos de eficiência energética”, disse o líder do projeto da TU Delft, Roelof Vos, à CNN. “A nova configuração que propomos realiza alguma sinergia entre a fuselagem e a asa. A fuselagem contribui ativamente para o levantamento do avião e cria menos arrasto aerodinâmico. ”

Leia mais: CNN: KLM to Fund Development of Fuel-Efficient Flying-V Plane 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.